terça-feira, 31 de março de 2015

Rodovia 47

Eu quero te dizer que eu tenho tentado com forças me manter longe. Deixar a poeira abaixar e até te esquecer , se você preferir assim. Mas eu não posso, porque não quero e porque você surge a cada 47 segundos na minha vida. Você nem imagina mas eu paro de pensar um segundo em você e o universo te traz de volta pra mim. Se antes eu achava que era coisa de pele, agora acho que é algo cósmico.
Não é possível que por mais que eu fuja, você me envolva em linhas e nós que você nem deve imaginar existir. Vou pensar aqui em como o mundo anda legal, e ignorar sua existência por esses 47 segundos e alguém do meu lado solta que vai viajar pro lugar que é o seu sonho. E lembro de você, e sorrio porque me vem quando você me disse, meio bêbado, os lugares que adoraria conhecer. E sóbrio, me perguntou se eu te acompanharia.
Desisto, não vou mais pensar em você. Já não aguento mais. E então um outro alguém fala da mesma prova que você fez. E então surge você e o teu nervosismo, surge você estudioso, surge você maravilhoso nesse meu cérebro apaixonado. Minha mente que já não quer ficar sem você e manda pro meu coração mensagens dizendo "não desiste dele agora. Aguenta firme".
Me diz você se eu devo seguir nessa pista ou pegar a próxima bifurcação da estrada.  Encho o tanque ou paro no acostamento. Me fala que caminho seguir pois meu coração te quer por completo, mas você não dá um passo certo. Me busca que estou no meio dessa rodovia, presa nessa curva. Segura minha mão, ouve minhas palavras apaixonadas e acredite quando digo o quanto te quero na minha vida.
Vem, meu bem, que essa tua ausência tem mexido com os meus sentidos queimado meus neurônios e não sei apontar pra qual é a direção certa.

domingo, 29 de março de 2015

Pra você.

Algo em mim me diz que eu devo te lembrar todos os dias de como você consegue ser maravilhoso, mesmo sem tentar. Como o mundo se tornou melhor desde que você voltou pra minha vida. E como a sua presença alegra qualquer ambiente. Então, me permita falar sobre você.
Eu falo do seu sorriso toda vez porque sou louca por ele. Você sorri e eu não preciso de nenhuma lâmpada pela casa, tudo já está iluminado. Seu sorriso pode ser considerado o fim do arco-íris pois achei meu tesouro em você e por isso me sinto na obrigação de te fazer o mais feliz possível. Todos os dias.
Eu tento me esconder, e te mostrar alguém super segura e que não gosta tanto assim de você. Só que você coloca esses teus olhos sobre mim e já perdi o controle. Teu olhar lê minha alma, escancara meu coração, domina meus sentimentos. Só de me olhar você sabe quando não estou bem, quando quero falar algo e não sei como. Teu olhar tem poderes mágicos de desvendar meus mistérios, me faz falar até o que não deveria. Quando paramos de nos beijar e você me encara, ainda me segurando, sinto vontade de dizer que pode me levar, já sou toda tua.
Descobri que teu abraço tem a cura que meu corpo precisa, o encaixe que tanto falam e o conforto que nunca encontrei. Quero morar no teu abraço, fazer meu ninho, viver em você. No espaço do teu peito, o mundo parece melhor do que realmente é e meu som favorito são as batidas do teu coração. Quero me enroscar e enrolar, ficar perdida no teu peito, beijar tua tatuagem, dormir encaixada. Quero me esconder nos teus braços quando meus medos surgirem e quero encontrar teu abraço quando coisas boas acontecerem.
Você tem força, determinação e sonha alto. Me passa paixão quando fala das coisas que gosta e queria que falasse de mim tão apaixonado assim. Você luta, corre atrás, sabe que nem tudo pode dar certo, mas tenta mesmo assim. Pensa mil vezes, mas arrisca. E por isso consegue tudo o que quer. Não fica no mesmo lugar enquanto não conseguir o melhor que puder. E fala de novo dos teus sonhos, e eu fico admirando o homem maravilhoso que você é. Fala de coisas que eu já nem entendo, mas me passa tanta certeza que eu até consigo compreender.
Tem amor pela família, um carinho pelos sobrinhos e compreensão com os amigos. Tem sempre alguém que te admira do lado e uma história que me deixa boquiaberta. Se dá bem com crianças, com adultos, com humanos em geral e com cachorros também. É sempre legal com todo mundo e bem quisto por qualquer um. Anima, se esforça pra fazer feliz quem ama e me faz te admirar ainda mais.
Me protege, me cuida. Me olha nos olhos, acaricia meus cabelos e me beija a boca. Toma, meu bem, leva meu coração pra você. Meu corpo e minha alma já são teus. Você só precisa vir pegar. Me segura pela mão, fica mais um pouco. Deita aqui na cama comigo enquanto eu te falo todos os dias porque me apaixonei por você. Sobre como nosso encaixe é milimetricamente perfeito. Sobre como eu posso ser boba, pessimista e estressada, mas deixo tudo de lado quando você está do meu lado. Traz você que preparo tua comida favorita, ligo pra restaurantes japoneses, estoco chocolate branco e chá gelado. Te faço massagem nesses teus ombros que gostam de carregar o mundo a promessa de te fazer feliz todos os dias.
Só me traz você que eu cuido do resto.

sábado, 28 de março de 2015

Calmaria.

Me desculpa arrombar a porta, invadir pela janela e gritar aos quatro ventos, mas estou apaixonada por você. E sou dessa forma mesmo, o mais intensa que você pode imaginar. Vou falar que te amo quando você estiver despreparado. Vou me espalhar pelas tuas coisas, vestir suas roupas, perfumar os teus dias. Quero ser tua companhia pra filmes, coberta pros dias frios, refrescante no calor, teu travesseiro, estrela cadente e puro amor.
Vou lotar sua caixa de correio, falar sobre a gente em todos os meus poemas. Beijar tua boca com vontade e me deixar nua de receios. Vem que a estrada é longa e cheia de incertezas, mas vou te proteger de cada terremoto. Abaixo a voz pra não brigarmos, mas não duvide quando falo o que me machuca. Posso ser uma catástrofe ou a estrofe mais bonita, depende de você.
Me veja com bons olhos, entenda minha insegurança. Vou querer me encaixar nos teus braços quando o mundo estiver me esmagando. Não precisa falar nada, só me beija que tudo passa, fico mais forte pra encarar a vida. Do seu lado tudo fica bonito. Os dias estão mais leves, o universo tem conspirado. Então continua aqui que vamos aparando as arestas, consertando em conversas e enchendo nossos corpos de amor.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Vem cá, meu bem.

Pode se acalmar. Não vou tomar nenhuma atitude desesperada pra que você volte, e nem pra te fazer ficar. Eu não sou assim. Prefiro te dizer discretamente que bem, você podia ficar mais um pouco porque eu somente quero te fazer feliz. E seria legal dividir a vida com você. Não precisa ser pra sempre, não acredito no infinito. Mas poderíamos ser duráveis. Você podia segurar a minha mão para atravessar a rua, e dizer que sou tudo o que você sempre quis. Não precisa ser verdade. Fui acostumada com as maiores mentiras, pequenas assim nem me afetam mais. Você pode descobrir que eu sou bem menos forte do que aparento por aí. Que quando você não está vendo, escrevo histórias, poetizo teu sorriso, escolho meu vestido branco e lugar de cada um dos nossos convidados. Sou mais intensa e menos insensível. Tenho um coração que digo por aí que é de gelo mas, mesmo se fosse, derreteria todo por você. Na verdade, é de vidro. Todo remendado e vez em quando uma parte se solta e eu fico confusa, e tenho medo, e choro muito. Mas eu meio que conseguiria me acostumar se o teu beijo pudesse colar tudo no lugar. Sendo sincera, eu sinto que você me renovou e essas peças soltas são defeitos de fabricação e entendo a sua devolução. Mas tenta outra vez. O que está quebrado só faz um barulhinho chato, vez em quando. Mas funciono muito bem. Pode apostar.
Todas as massagens, beijos, cafunés e conchinhas foram sinceras. Eu não tenho medo de quase nada e tive medo de te mostrar o turbilhão de pensamentos que invadem a minha mente e me fazem dizer besteiras. Não pra você. Fui cuidadosa com cada uma das minhas palavras. Falei depois de pensar sempre, coisa que ninguém teve a honra. Eu saio falando o que me vem a mente, não tenho um filtro. Mas tenho tanto medo de te magoar que esse filtro surgiu imediatamente no momento que nossos lábios se tocaram pela primeira vez. Eu acho que não quero ficar sem você porque você é tão legal e pela primeira vez alguém me trata bem. Tive medo de falar tudo porque só duas pessoas me aceitaram louca e intensa e essas duas pessoas abusaram disso. Não, eu sei que você nunca faria isso! Mas acho que você entende meus motivos para tomar cuidado.
Você deveria ter alguém que diz todos os dias como seu sorriso ilumina todos os lugares. Como seu olhar diz tanta coisa, mesmo com você em silêncio. Que você é lindo sim, e se alguém disser o contrário manda se resolverem comigo. Que você é um homem incrível, determinado e persistente. Que tem qualidades admiráveis. Que os seres humanos deveriam todos se espelhar na sua força e inteligência. Que você é um príncipe e me trata como a princesa que nunca pensei que poderia ser, já estava acostumada com o papel de vilã. Que qualquer mulher no mundo seria muito honrada de poder andar do seu lado e dizer "ele é meu" e eu adoraria poder ser essa que faria você perceber quão especial você é.
Se quiser, tô por perto. Só chamar.

quinta-feira, 5 de março de 2015

Fins, buracos e recomeços.

Não precisa falar mais nada. Nós dois sabemos que o você vai falar já não muda o que eu sinto. Você ainda tenta porque sabe quantas vezes esse seu olhar e suas sinceras desculpas e promessas me fizeram adiar o que nós dois já esperávamos. Eu não posso responder as suas perguntas sobre superação, esquecimento e dor. Eu passei por todos esses estágios quando ainda estávamos juntos e só você não percebeu. Ou percebeu e tentou ignorar. Eu ignorei durante meses até finalmente aceitar o que eu deveria fazer. E eu sinto muito.
Sinto por ter guardado tudo dentro de mim e nunca ter te mostrado ou demonstrado que não havia mais um nós. Havia um eu muito sozinha e pensativa, e um você que não via o que estava acontecendo. Havia uma vontade de te gritar tudo o que você deveria saber, e a quase certeza de que o silêncio era o melhor nessas ocasiões. Quando eu senti que terminou, me apeguei a você por costume. Não queria deixar ir, não queria ser o motivo de sofrimento, sair com as mãos sujas de um amor que já não era mais puro. E continuei sabendo onde exatamente iríamos terminar.
Não procure um motivo, solução, o que poderia ter feito para o nosso bem. Quando tomei minha decisão, você já não era mais bem vindo. Não adiantaria flores, surpresas, música romântica, cartas a próprio punho ou uma viagem para Paris: eu já não te queria mais. Era o meu momento de florescer de novo. Fiz a cova do nosso amor no momento em que me despedi de você. Fui rápida e estridente. Talvez tenha feito da maneira errada, me perdoa. Só que chega um momento em que é necessário arrancar o band-aid de uma vez e deixar o machucado respirar. Eu era o curativo, você é a dor que não sara.
Você me olha como se eu tivesse saído leve e sem sofrimentos. E sim, me curei enquanto ainda estávamos juntos. Me distanciei aos poucos de você, fui matando a raiz do sentimento que cultivava e continuei do seu lado por amizade ou qualquer outra resposta que você precise agora. Quando reparei, estava limpa e pronta para encarar o que a vida me desse. Passei meus meses de reabilitação justamente do seu lado, me livrando do vício e te dando adeus aos poucos. Então você já não estava mais aqui.
Preciso pedir desculpas por te deixar viver uma solidão á dois. Quando meu coração se sentiu pronto para dar voltas por outros jardins, eu simplesmente soltei a sua mão. Como uma criança que deixa o balão ir embora e nem percebe. Nós dois nos perdemos nessa montanha russa da vida, encaramos as filas diferentes e não sentimos quando a diversão acabou. Espero que o nosso fim seja o teu recomeço.