sábado, 18 de dezembro de 2010

Nada por dentro.

Criatividade: s.f. Faculdade ou atributo de quem ou do que é criativo; capacidade de criar coisas novas; espírito inventivo: criatividade artística. (Dicionário Aurélio)

Infelizmente a criatividade não é vendida em garrafas, nas farmácias. Assim como seria bom se pílulas de vergonha fossem vendidas. Creio que seriam os produtos que muitas pessoas comprariam, mas não para elas, para os outros. Muitos ficariam contentes com esta criação, e o mundo seria mais feliz. Ou não.
O que me irrita entre todas essas pessoas sem um pingo de originalidade, é a capacidade de pegar características suas e por como se fossem delas. Você conhece uma pessoa de um jeito, uma semana depois outras pessoas dizem que vocês tem um jeito super parecido. Aquela pessoa conhece outra, e pega todo o jeito dela. Mistura com o seu e tcharam: Vira uma bomba!
Concordo que é nosso acabar pegando dos outros algumas girías, ou até o sotaque. Mas e quando uma pessoa se torna a outra? Ou melhor, não se torna porquê nunca será, mas decidi querer se passar por outra pessoa? E não precisa ser alguém fisíco não, existem pessoas que decidem querer ser igual a um personagem. Tem gente que não sabe diferenciar realidade de ficção. Acaba que a própria pessoa se torna uma farsa, e você nunca vai saber o que se passa por dentro daquela pessoa.
Mas aí que tá. Como saber o que se passa por dentro, se ela não tem nada para acrescentar? Se tudo o que vemos, ouvimos ou lemos daquela pessoa é que outra pessoa já falou aquilo? Como alguém pode interferir na nossa vida, se tudo o que faz é uma cópia, mal feita, de algo que alguém também já fez?
Começa com a maneira de falar, depois os gostos musicais, até a cor do cabelo! No fim, você não reconhece mais aquela pessoa que um dia você gostou tanto. Se eu quisesse um espelho, eu compraria um! Falta noção, e sobra ilusão em pessoas assim. Custa ser do jeito que você realmente é? Ou será que o que tem por dentro é tão podre, mas tão podre, que se mostrasse todos os que agora parecem te adorar iriam sair correndo?
Se o problema é querer ser amado, reconhecido, ou idolatrado (como tem gente que adora!), mostrar o que você realmente é pra pessoas que realmente gostam de você não vai diminuir os sentimentos. Mas pode ser que eles só gostem da casca, que nem é tão boa assim. Então eu posso concordar, que você não tem nada melhor mesmo para acrescentar.