sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Never Grow Up.

"Oh darling, don't you ever grow up
Don't you ever grow up, just stay this little
Oh darling, don't you ever grow up
Don't you ever grow up, it could stay this simple
I won't let nobody hurt you, won't let no one break your heart
And no one will desert you
Just try to never grow up, never grow up"



Porquê eu simplismente daria a vida pra fazer com que o sorriso de vocês nunca desaparecesse!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

do meu lado.

Muita gente diz que tem milhões de amigos. Ama todo mundo, e usa o "pra sempre" como ponto final a cada frase, depoimento, carta ou mensagem mandada. Não dou dois meses para que todo esse carinho que chama de "amor" vá embora como água escorrendo pela torneira.
A tal da "amizade" vem com todas seus defeitos. É um amor sem interesse. Nasce aos poucos, cresce com dificuladade e pode acabar morrendo se não for meu cuidado. Ou quando é cuidado em excesso. A amizade deve se tratar com respeito, sem ciúmes e dando a certeza de um porto seguro. Tendo a certeza de que se o dia for ruim, foi mandado embora, não passou naquela prova, levou um fora, no colo e no abraço daquela pessoa a dor parece menor. É como se tudo o que fosse grande e te esmagasse de tanta dor, desaparecesse enquanto seu "porto seguro" enxuga suas lágrimas.
Quando você reconhece alguém que te ama com todos os seus defeitos, sem esquecê-los, você pode ter a certeza que é naqueles olhos que você vai encontrar a verdade. São naqueles olhos que você vai conversar sem o uso das palavras. Que você vai confessar seus pecados, sem o medo da rejeição. Que você vai se sentir segura o suficiente pra encarar o dia de amanhã, e te fará encarar todos os seus problemas com a certeza de que dias melhores virão. E aí sim, isso vai durar pra sempre!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Um novo começo...

Então eu me permito sentir tudo aquilo que eu havia deixado pra trás. Me permito olhar pro futuro desejando ter ele comigo durante todos os dias. Me permito ser vista sem maquiagem e descabelada e, ainda sim, me achar a mulher mais bonita do mundo. Me permito ter crises emocionais, crises existenciais, crises antissociais e saber que, no colo dele, eu me acalmo e volto a ser aquela criancinha com medo do escuro que só quer um abraço pra saber que está protegida.
Não me importa se o mundo está lá fora. Não quero nem saber se as melhores festas estão acontecendo, e nós dois estamos aqui. Juntos. Respirando o mesmo ar. Sozinhos. Porquê todo mundo precisa de paz. E eu tenho certeza que a minha paz está bem aqui.

we heart it